18/03/2016

Sericaia com Ameixas





Ingredientes:
4 dl de leite
1 pau de canela
Casca de 1 limão
5 ovos
200g de açúcar*
60g de farinha
canela em pó
1 colher de café de sal
Ameixas Rainha Cláudia (ou outras) bem verdes
Açúcar (mesmo peso das ameixas)
 
 
 
 
 
Preparação:

Ferva o leite com o pau de canela e a casca de limão e deixe ficar apenas morno.
Bata as gemas com o açúcar até ficarem fofas e esbranquiçadas,
Misture a farinha peneirada, dissolva no leite morno e leve ao lume mexendo sempre até que se forme um creme liso. Deixe amornar.
Bata as claras em castelo firme e incorpore-as no creme, envolvendo, como se estivesse a preparar um souflée.
Disponha esta massa às colheradas** num prato fundo de barro previamente aquecido,
polvilhe abundantemente com canela moída 
e leve a cozer em forno pré-aquecido a 225ºC, durante cerca de 25 minutos, reduzindo para 180ºC após os primeiros 10 minutos; durante a cozedura a massa cresce muito e abre fendas à superfície.
Deixe arrefecer (não se assuste, ela vai baixar um tanto…) 
e sirva acompanhada de ameixas em calda, que se vendem em frascos, de Elvas, ou faça-as, cozendo a ameixas que devem estar bem verdes e duras, apenas cobertas de água e durante meia hora, depois junte-lhes o seu peso de açúcar, deixe fazer um primeiro ponto, arrefecer, apure em seguida um pouco mais o ponto da calda com mais uns minutos de fervura, arrefecer de novo por completo, etc., durante cerca de três dias 
e quatro ou cinco “elevações” do ponto até que as ameixas estão quase cristalizadas e a calda bem grossa.
 
 
Notas:
*A sericaia feita com esta quantidade de açúcar fica já bastante doce, eu diria o ideal para ser comida assim mesmo, sem acompanhamento. Ora as ameixas em calda são, apesar do travo ácido, incrivelmente doces e é preciso um certo estômago muito guloso para que tanto doce não se torne enjoativo à segunda garfada. Escaldado de outras degustações de sericaia, usei apenas 160g de açúcar, a contar com o doce das ameixas e não me arrependi.
** Em quase todas as receitas de sericaia há uma conversa sobre estas colheradas “desencontradas” ou “cruzadas” ou ainda “sobrepostas”, resquício do texto do Livro de Receitas do Convento de Santa Clara, mas que eu não entendi o que quer dizer e pu-las às colheradas, simplesmente.
 
 
 
 
 
 
 http://outrascomidas.blogspot.pt/2012/06/sericaia-com-ameixas.html

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...