Tipos de Queijos

Tipos de queijo
Puro ou em receitas, o queijo é unanimidade nas refeições de inverno
Da pizza ao cheesecake, o queijo pode estar presente em todas as refeições: desde o café da manhã, na forma de um requeijão cremoso, até um parmesão ralado sobre a macarronada. Ou, ainda, fatias de mussarela ou queijo prato no lanche da tarde.
Esse alimento surgiu 2.800 a.C., quando alguém esqueceu leite num saco de couro, causando a separação da coalhada e do soro, segundo revela Juliet Harbutte em O Livro do Queijo (Ed. Globo Livros). Conheça um pouco mais sobre as principais variedades e saiba como usá-los em receitas.

Combine queijos e pratos

Queijo brie
Brie:

Queijo francês, tem o miolo mole, amarelo e uma casca dura e branca, que é comestível. Guarde-o em papel; nunca
em plastico.
Onde usar: saboreie-o puro, com vinho ou champanhe ou com pão italiano.
Faça em casa: receitas com brie.
Mussarela de búfala
Mussarela de búfala:

Costuma ser vendida em bolas de tamanhos variados, marinadas em água e soro. Tem textura borrachuda e sabor suave.
Onde usar: em saladas e como recheio de massas com molho vermelho.
Faça em casa: receitas com mussarela
de búfala.
Queijo de cabra

Queijo de cabra:

O tipo boursin, mantido em conserva no azeite e ervas, é o mais comum no Brasil.
Onde usar: em saladas, com frutas e geleias ou no molho de massas finas.
Faça em casa: receitas com queijo de cabra.
Catupiry  

Catupiry:

Brasileiríssimo, esse queijo cremoso é feito a partir de uma receita secreta trazida por Mario Silvestrini, um imigrante italiano que a desenvolveu em 1911.
Onde usar: em pizzas, carnes grelhadas e recheios de salgados.
Faça em casa: receitas com queijo catupiry.
Queijo cheddar  

Cheddar:

Amanteigado e de textura macia, surgiu na Inglaterra, no século XVI, e até hoje é usado nos sanduíches das grandes redes de
fast food.
Onde usar:
 em lanches e molhos quentes ou derretido sobre batatas assadas.
Faça em casa: receitas com queijo cheddar.
Queijo coalho  
Coalho:

Graças à resistência ao calor, esse queijo branco quase sem sal se tornou comum na culinária nordestina, sendo ingrediente de vários pratos típicos.
Onde usar: assado
ou grelhado, acompanhando pratos com carne-seca.
Faça em casa: receitas com queijo coalho.
Queijo cottage

 Cottage:

Preferido dos nutricionistas por ter apenas 4% de gordura, é fresco, cremoso e ligeiramente ácido,
que lembra uma coalhada com textura mais consistente.
Onde usar: sobre
fatias de pão integral, como opção de lanche pouco calórico.
Faça em casa: receitas com cottage.
Queijo gorgonzola  
Gorgonzola:

Considerado o primeiro queijo azul do mundo, teria surgido depois que um jovem italiano esqueceu coalhada num porão úmido.
Onde usar: em massas e pizzas ou saboreado com um pouco de mel.
Faça em casa: receitas com queijo gorgonzola.
Queijo gouda

 Gouda:

Um dos queijos holandeses mais famosos do mundo, foi criado em 1668. Tem textura borrachuda, gosto frutado e coloração amarela viva.
Onde usar: o ideal é degustá-lo puro, junto com uma cerveja escura ou de sabor bem encorpado.
Faça em casa: receitas com queijo gouda.
Queijo de minas  

Queijo minas:

Foi trazido por colonizadores portugueses às regiões montanhosas de Minas Gerais em meados do século XVIII, mas hoje é produzido em todo o país e virou marca da culinária brasileira.
Onde usar: em pães ou como recheio do tradicional pão de queijo mineiro.
Faça em casa: receitas com queijo minas.
Queijo mussarela 




Mussarela:

Queijo de textura elástica e sabor suave, é um dos mais consumidos no País. É bastante indicado para receitas quentes.
Onde usar: em lanches, massas, tortas e como cobertura de pizzas.


Faça em casa: receitas com mussarela.
Queijo parmesão Parmesão
Queijo duro, de sabor forte e marcante, tem sua receita controlada por um conselho italiano para garantir que o sabor permaneça o mesmo desde o século XII.
Onde usar: coma
puro, acompanhado de vinho tinto, ou ralado sobre massas e molhos cremosos.
Faça em casa: receitas com parmesão.
Queijo prato
Queijo prato:
Com sabor mais marcante que o da mussarela, tem cor amarela e textura elástica. É fácil de
ser gratinado e, por isso, vai bem em receitas quentes.
Onde usar: em
lanches frios, pizzas, sanduíches e lasanhas ou como cobertura de pratos gratinados.
Faça em casa: receitas com queijo prato.
Queijo provolone 




Provolone:

Antigamente, era um queijo dos italianos pobres, porque um pequeno pedaço já deixava a comida muito saborosa. Hoje, ganhou fãs em todos os cantos do mundo.
Onde usar: puro ou com azeite e orégano, como petisco acompanhado de cerveja ou chope.
Faça em casa: receitas com provolone.
Queijo requeijão

Requeijão:

É o mais cremoso de todos e facilmente encontrado em supermercados. Possui, inclusive, versões light.
Onde usar: no recheio de salgados fritos, no preparo de molhos brancos cremosos ou sobre frango desfiado.
Faça em casa: receitas com requeijão.



Queijo ricota

 Ricota

O termo "ricotta" significa "cozida duas vezes", em italiano, uma referência a seu método de fabricação realizado em duas etapas. Tem sabor levemente ácido, que lembra o de limão.
Onde usar:
 grelhada, como recheio de massas ou em patês pouco calóricos.
Faça em casa: receitas com queijo ricota




Para a harmonização com vinhos, partimos do princípio:
Queijos suaves- Vinho Branco
Queijos fortes- Vinho Tinto
 
Os queijos podem ser:
- de massa crua
- de massa fundida
- de massa filada ( mussarela, provolone)
- de massa crua azuis ( gorgonzola)

  Queijo Gouda (Holandes):
Tem parafina rosa como revestimento, o que é sua característica e serve-se com ele.
Seu sabor é levemente adocicado.
Queijo suave, olhado

Queijo Emental (Suiço, semi duro):
Queijo amarelo, duro e com grandes olhos ( buracos) ou olhaduras. que são característicos.
Ele tem sabor picante, mas não muito forte. Geralmente é conhecido como queijo Suiço. Ele é um queijo maturado.

Queijo Gruyére :
 Seu nome vem da cidade de Gruyéres, na Suiça. É um queijo amarelo e feito de leite de vaca. Ele é duro, levemente salgado e picante.
Quando totalmente maturado ( doze a treze meses) tende a ter pequenas olhaduras.

  Queijo Gorgonzola ( acompanha vinho tinto):
É um queijo italiano, com riscos azuis, feito de leite de vaca.
Ele pode ser firme ou amanteigado, esfarelento e bem salgado.
O azul é proveniente da urina dos fungos.
A umidade é conservada com o papel alumínio.

  Queijo Brie ( acompanha vinho branco suave):
É um queijo macio, feito de leite de vaca. Seu nome vem da Província chamada Brie, na França, da qual é originário.
O Brie, tem cor pálida, é envolvido por mofo ( característico), é bem macio e com sabor forte.
Pode ser servido com geléias de vários sabores, sendo colocada por cima do queijo e sobre uma raclete quente ( onde há um derretimento lento do queijo).

  Queijo Camembert (acompanha vinho branco suave):
É um queijo Francês, macio e cremoso. Seu nome, vem da Vila de
Camembert, onde é originário. Quando fresco, tende a ser esfarelento e relativamente duro, porém, caracteristicamente amadurece e fica com sabor forte quando envelhece.

Queijo Reino ( acompanha vinho branco suave):
É uma variação do queijo Edan, do qual herdou a forma esférica e casca vermelha. É um queijo Português.
O nome " do Reino" deve-se ao fato de, na época do Brasil Colonial, este queijo entrava no país vindo de Portugal, dentro dos toneis de vinho ) por isso a coloração da casca), assim não ocupavam espaço no navio.

  Queijo Grana Padano ( acompanha vinho tinto):
  É um queijo duro ( Parmesão), elaborado com leite de vaca e tem a forma de um tambor, pesando entre 24 e 40 quilos. Apresenta uma casca muito dura, de cor amarelo forte, de textura lisa, grossa e oleosa. O Grana Padano deve ter um gosto fresco frutado doce ( como abacaxi). Um verdadeiro Grana Padano em boas condições de armazenamento deve ter um gosto suave, jamais amargo.
A parte interna tem coloração amarelo claro e de textura dura.

  Quejo Cheddar:
É um queijo de origem inglesa. É amarelo pálido com sabor pronunciado, um tanto picante. Pode ser servido com vinho branco, mas o seu consumo é mais culinário.

 Queijo Roquefort (acompanha vinho tinto):
É originário do Sul da França, de sabor forte e feito com leite de ovelha ( o que o diferencia do Gorgonzola).
É branco, esfarelento e levemente úmido, com veios característicos de matriz azul.
Tem odor forte e sabor notável de ácido butírico ( o mesmo ácido que provoca rancidez na manteiga). Não tem casca e seu exterior é comestível e levemente salgado.
Depois de confeccionado é colocado em cavernas para sua maturação.
Queijo Minas Padrão:
Sabor suave, massa dura, prensada, maturada, consistência firme.
Quando não tem muitos buracos, sinal que é de melhor qualidade.
Agora é só escolher o queijos que vai utilizar e os vinhos que vão acompanhar.

Para compor uma tábua de queijos:
Devem ser montadas, preferencialmente, em tábuas de madeira. Sempre decorar com castanhas e futas secas. Se desejar uma degustação de queijos com frutas, escolher:
- Pera, maçã, morangos e uvas.

- 10% de queijos fortes
- 20% de queijos suaves
- 20 % de queijos com bolor
- 30 % de queijos fundidos
- 20% de queijos cremosos com condimentos.
 Foto: Outro dia me perguntaram sobre montagem de tábua de frios...
Aqui vai uma dica de porcentagem dos queijos mais usados .
Mas antes, vou publicar uma aulinha sobre alguns queijos, suas características e procedência.

Saibam:

O queijo é um ser vivo em constante reprodução.

Para a harmonização com vinhos, partimos do princípio:

_ QUEIJOS SUAVES- VINHO BRANCO
-  QUEIJOS FORTES - VINHO TINTO

Os queijos podem ser:

- de massa crua
- de massa fundida
- de massa filada ( mussarela, provolone)
- de massa crua azuis ( gorgonzola)

- Queijo Gouda: (Holandez)

Tem parafina rosa como revestimento, o que é sua característica e serve-se com ele.
Seu sabor é levemente adocicado.
Queijo suave, olhado 

- Queijo Emental: (Suiço, semi duro)

Queijo amarelo, duro e com grandes olhos ( buracos) ou olhaduras. que são característicos.
Ele tem sabor picante, mas não muito forte. Geralmente é conhecido como queijo Suiço. Ele é um queijo maturado.

- Queijo Gruyére - Seu nome vem da cidade de Gruyéres, na Suiça. É um queijo  amarelo e feito de leite de vaca. Ele é duro, levemente salgado e picante.
Quando totalmente maturado ( doze a treze meses) tende a ter pequenas olhaduras.

- Queijo Gorgonzola ( acompanha vinho tinto)
É um queijo italiano, com riscos azuis, feito de leite de vaca.
Ele pode ser firme ou amanteigado, esfarelento e bem salgado.
O azul é proveniente da urina dos fungos.
A umidade é conservada com o papel alumínio.

- Queijo Brie: ( acompanha vinho branco suave)
É um queijo macio, feito de leite de vaca. Seu nome vem da Província chamada Brie, na França, da qual é originário.
O Brie, tem cor pálida, é envolvido por mofo ( característico), é bem macio e com sabor forte.
Pode ser servido com geléias de vários sabores, sendo colocada por cima do queijo e sobre uma raclete quente ( onde há um derretimento lento do queijo).

- Queijo Camembert: (acompanha vinho branco suave)
É um queijo Francês, macio e cremoso. Seu nome, vem da Vila de 
Camembert, onde é originário. Quando fresco, tende a ser esfarelento e relativamente duro, porém, caracteristicamente amadurece e fica com sabor forte quando envelhece.

- Queijo Reino ( acompanha vinho branco suave)
-É uma variação do queijo Edan, do qual herdou a forma esférica e casca vermelha. É um queijo Português.
O nome " do Reino" deve-se ao fato de, na época do Brasil Colonial, este queijo entrava no país vindo de Portugal, dentro dos toneis de vinho ) por isso a coloração da casca), assim não ocupavam espaço no navio.

- Queijo Grana Padano ( acompanha vinho tinto)
- É um queijo duro  ( Parmesão), elaborado com leite de vaca e tem a forma de um tambor, pesando entre 24 e 40 quilos. Apresenta uma casca muito dura, de cor amarelo forte, de textura lisa, grossa e oleosa. O Grana Padano deve ter um gosto fresco frutado doce ( como abacaxi). Um verdadeiro Grana Padano em boas condições de armazenamento deve ter um gosto suave, jamais amargo.
A parte interna tem coloração amarelo claro e de textura dura.

- Quejo Cheddar
É um queijo de origem inglesa. É amarelo pálido com sabor pronunciado, um tanto picante. Pode  ser servido com vinho branco, mas o seu consumo é mais culinário.

- Queijo Roquefort (acompanha vinho tinto)
É originário do Sul da França, de sabor forte e feito com leite de ovelha ( o que o diferencia do Gorgonzola).
É branco, esfarelento e levemente úmido, com veios característicos de matriz azul.
Tem odor forte e sabor notável de ácido butírico ( o mesmo ácido que provoca rancidez na manteiga). Não tem casca e seu exterior é comestível e levemente salgado.
Depois de confeccionado é colocado em cavernas para sua maturação.
-
- Queijo Minas Padrão:

- Sabor suave, massa dura, prensada, maturada, consistência firme.
Quando não tem muitos buracos, sinal que é de melhor qualidade.

Agora é só escolher o queijos que vai utilizar e os vinhos que vão acompanhar.

PARA COMPOR UMA TÁBUA DE QUEIJOS:

Devem ser montadas, preferencialmente, em tábuas de madeira. Sempre decorar com castanhas e futas secas. Se desejar uma degustação de queijos com frutas, escolher:
- Pera, maçã, morangos e uvas.

- 10% de queijos fortes
- 20% de queijos suaves
- 20 % de queijos com bolor
- 30 % de queijos fundidos
- 20% de queijos cremosos com condimentos.

Popular em vários lugares do mundo, o queijo possui uma infinidade de sabores, formas e textura.
Receita de Queijos

Cada localidade desenvolve suas próprias variações, expandindo assim cada vez mais o número de opções desse alimento. Há centenas, talvez milhares de queijos no mundo. Aprenda a distinguir os principais e a usá-los de forma apropriada.

Curiosidade:
 Mussarela, muçarela, musarela ou mozzarella ? A correta grafia do queijo – A Academia Brasileira de Letras informa que as formas registradas oficialmente são: muçarela ou mozarela

Queijos italianos:
Queijo Gorgonzola – É um queijo com veias azuis (fungos), feito de leite de vaca e sabor forte. Ele pode ser firme ou amanteigado, esfarelento e bem salgado. Usado em molhos, pastas e com torradas.
Queijo Mussarela – A Mussarela é um queijo feito de leite de búfala ou de vaca. A de leite de vaca é firme e boa para pizzas e recheio de massas, como a lasanha.
Queijo Parmesão – O parmesão é feito de leite de vaca coletado imediatamente após a ordenha e parcialmente desnatado pela gravidade. É usado ralado sobre vários pratos. Quando novo, é bom aos pedaços.
Queijo Provolone – O provolone é um queijo de leite integral de búfala ou de vaca com uma pele macia, é forte e perfumado. Ele é produzido principalmente nas regiões da Itália da Lombardia e Veneto. Bom sózinho e em sanduíches.
Queijo Ricota – O Ricota é um queijo fresco e leve. É um queijo feito do soro resultante da fabricação de queijos como mussarela e provolone. O ricota tem textura similar ao queijo cottage, porém consideravelmente mais leve. É apreciado como recheio de massas, em pastas e tortas doces.
Mussarela de búfala - Vem em bolinhas na salmoura ou no soro. Bom ao natural e em saladas.
Grana Padano – Parmesão de excelente qualidade. É usado ralado em massas e carpaccios.
Pecorino – Parmesão de leite de ovelha. É usado em massas e fundamental no molho pesto.
Mascarpone – É cremoso. É ingrediente de pratos salgados e doces, como o Tiramisù.

Queijos franceses:
Queijo Roquefort – O Roquefort é um queijo do sul da França de sabor forte feito de leite de ovelha. É um queijo branco, esfarelento e levemente úmido, com veios característico de matriz azul.Esse queijo tem odor forte e sabor característico notável do ácido butírico. Roquefort não tem casca, e seu exterior é comestível e levemente salgado. Por ser macio, fica ótimo em molhos.
Queijo CamembertCamembert é um queijo macio, cremoso e tem uma casca de mofo – que se come. Seu nome vem da vila de Camembert . Quando fresco, o Camembert tende ser esfarelento e é relativamente duro, porém característicamente amadurece e fica com sabor forte quando envelhece. É excelente aperitivo.
Queijo Brie – É um dos queijos franceses mais antigos. O Brie é um queijo macio – cremoso feito de leite de vaca. Seu nome vêm da província da França chamada Brie, da qual é originário. O Brie tem cor pálida e  sabor forte. Bom com uva Itália, com torradas e em risotos.
Queijo Chèvre – É macio e feito de leite de cabra. Com sabor e textura variados, é bom em saladas e pastas.
Saint Paulin – É firme porém cremoso. Excelente em massas.

Queijos ingleses:
Queijo Cheddar – O Cheddar é uma criação inglesa, embora muitos achem que seja americano. É um queijo amarelo pálido, firme, com sabor pronunciado. É originário da vila inglesa de mesmo nome. É ótimo em sanduíches.
Queijo Cottage – O Cottage é feito com leite desnatado, tem baixas calorias, é uma coalhada de queijo com sabor suave. Ele é drenado, mas não prensado, então fica algum soro de leite. Cottage não envelhecido. Perfeito para sanduíches e pastas.

Queijos holandeses:
Queijo Gouda – O queijo Gouda é feito de leite de vaca que é cultivado e esquentado até que a coalhada separe-se do soro. É macio e tem sabor suave. Muito usado como aperitivo.
Queijo Edam – O Edam é tradicionalmente vendido como esferas com interior amarelo claro e camada vermelha ou amarela. Ingrediente fundamental do “molho quatro queijos”. Acompanha vinho tinto.

Queijos suíços:
Queijo Emmental – Geralmente é conhecido apenas como queijo suíço. O Emmental é um queijo amarelo, duro, firme e com grandes buracos característicos. Ele tem um sabor picante mas não muito forte. Servido puro e no fondue.
Queijo Gruyère - O queijo Gruyère é amarelo e feito de leite de vaca. Ele é duro, levemente salgado e picante. Quando totalmente maturado (três a doze meses) tende a ter pequenos e dispersos buracos. O nome vem da cidade de Gruyères na Suíça. Bom para gratinados, sopas e no fondue.

Queijos brasileiros:
Queijo Prato – Invenção mineira boa para sanduíches e aperitivo. O nome se deve ao formato achatado.
Requeijão – É uma pasta cremosa. Costuma ser servido com pães ou com doces.
Catupiry - O requeijão brasileiro desta marca, mais firme, é famoso por seu uso em pratos salgados. Catupiry é uma marca (empresa) registrada de uma indústria que desde 1911 em Minas Gerais produz requeijão.
Reino – Firme e redondo. É bom puro.
Minas - Pode ser curado. É servido com pão ou com doces. Com goiabada, faz o “Romeu e Julieta”.

Outros :
Cream cheese – Queijo untuoso mas firme, espalhável, com alto teor de creme de leite que se obtem da centrifugação da coalhada. Pode ser natural ou adicionado de sabores. Muito consumido na Inglaterra, EUA e toda Europa. É usado em sanduíches, em patês ou como ingrediente para o cheese cake.
Queijo Estepe -Originário das estepes russas, este queijo é fabricado a partir do leite de vaca. Apresenta uma textura semi-dura e massa semi-cozida, de cor amarelo-palha, com sabor frutado ligeiramente doce. Geralmente é consumido puro ou em molhos 4 queijos. Por ter uma textura fatiável, serve para compor sanduíches e aperitivos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixe o seu comentário.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...